O TESOURO NO “SALTO DA BOTA”

No mês de setembro tive a oportunidade de participar de uma Mega Degustação no Empório Santa Joana na filial da Aclimação.

Este evento que já pode ser considerado uma tradição anual, nos apresentou o que temos de melhor em vinhos de 6 importadoras, totalizando 25 rótulos de 9 países! Uma verdadeira viagem sensorial para os apreciadores (como eu) desta bela arte.

Neste evento, um vinho me surpreendeu positivamente, o italiano Luccarelli Primitivo di Puglia IGP.

Este vinho é elaborado com a uva Primitivo (que é conhecida como Zinfandel na Califórnia), tem tipicidade na região de Púglia na Itália, mais precisamente na famosa região conhecida como “Salto da Bota”.

A uva Primitivo, anteriormente era considerada uma casta secundária, mas passou a ser uma das mais importantes variedades desta região. E não é para menos!

Este vinho surpreende desde o primeiro momento ao vislumbrar sua coloração intensa com reflexos violetas.

No aroma, a apreciação continua com notas marcantes de baunilha e frutas negras como ameixa e amora.

E finalmente, quando levado a boca, você compreende a obra por completo, com um corpo médio de fácil aceitação, seu retrogosto além de remeter-te aos aromas sentidos anteriores, te faz notar claramente as frutas negras e a baunilha mantendo o conceito de vinho seco com taninos macios e final persistente.

É um vinho de excelente qualidade que agradará muitos paladares em jantares e reuniões, se você quiser fugir dos tradicionais vinhos chileno e argentinos.

Os vinhos feitos com essa uva acompanham perfeitamente a culinária italiana. Harmoniza-lo com massas acompanhadas de molhos encorpados poderá trazer bons momentos e conversas com amigos e familiares.

Tiago Kaigawa

Deixe uma resposta